Newsletter

Banca acelera atendimento com aplicativos

29 de abril de 2016


Veículo: DCI

São Paulo – Para estimular cada vez mais o diálogo, o Bertolucci & Ramos Gonçalves Advogados adotou oficialmente o Youtube como ferramenta para treinamento e o WhatsApp para acelerar o envio de respostas aos clientes.

“O advogado tem uma resistência a esse tipo de recurso. Mas o escritório precisa estar preparado para atender o cliente seja pelo celular, seja no Skype”, comenta o sócio do escritório, Marcus Vinicius Ramos Gonçalves.

No aplicativo de mensagens WhatsApp, a ideia é que o escritório tenha um número único para que os clientes possam tirar dúvidas. Uma vez recebida a pergunta, um profissional dentro do escritório encaminha a mensagem ao advogado da área, que responde ao cliente também via aplicativo.

Gonçalves destaca que o escritório está apenas formalizando e aprimorando uma prática que já acontece – os clientes já fazem as perguntas pelo aplicativo. Mas como nem sempre o advogado tem uma resposta pronta, a retaguarda no WhatsApp pode contribuir para que a dúvida seja respondida mais rapidamente.

A ênfase nos canais de comunicação ocorre porque em muitos casos é a falta de diálogo com o advogado que gera a ação judicial. Para reduzir o passivo trabalhista, por exemplo, às vezes basta que o departamento de recursos humanos da empresa crie o hábito de conversar com os advogados antes das demissões.

Apesar de ter uma prática jurídica na área de conflitos judiciais, o chamado contencioso, Gonçalves destaca que o forte do escritório é o consultivo. “Nosso objetivo é trabalhar com o cliente de uma forma mais artesanal. Queremos ser uma ferramenta de gestão, não um escritório de contencioso de massa”, afirma ele.

Nesse sentido seria papel do advogado desde encontrar um estado com regime tributário mais interessante para a instalação de uma fábrica até antecipar eventuais problemas de um produto que está sendo lançado no mercado.

Porta de entrada

Gonçalves conta que os clientes têm chegado ao escritório por vários caminhos. A atuação como professor na Fundação Getulio Vargas (FGV) e no Insper, por exemplo, tem sido um fator positivo. “Os clientes gostam disso e essa acaba sendo sempre uma forma de entrada”, comenta ele.

Mesmo que a menina dos olhos do escritório seja a atuação estratégica na parte consultiva, a resolução de conflitos acaba sendo uma porta de entrada. Mas depois dos primeiros resultados da atuação na parte consultiva, o perfil da atuação começa a mudar.

Foi o que ocorreu com uma rede de franquias atendida pelo escritório. Num primeiro momento detectou-se uma alta nos problemas relacionados à devolução de produtos. Mas depois de um treinamento com os vendedores, o número de conflitos no ano seguinte chegou perto de zero. “O que ocorreu foi que os vendedores e os gerentes passaram a saber o que dizer aos clientes”, diz.

A ideia do Youtube entra exatamente nessa lógica. “São consultas recorrentes. Por que não desenvolver o conteúdo e colocar isso na internet? É uma forma de racionalizar o trabalho. Vou responder à pergunta uma vez só”, afirma Gonçalves.

Hoje, com 11 advogados em SP, a banca fundada por João Emilio Bertolucci, Marcus Vinicius Ramos Gonçalves e seu pai, Virgilio Ramos Gonçalves, planeja expandir seu faturamento num ritmo de 30% a partir de 2016. Além da economia melhor no ano que vem, os sócios esperam uma boa safra de demandas nas áreas trabalhista e societária. As eleições também devem trazer negócios ao escritório.



Bertolucci & Ramos Gonçalves Advogados
Endereço: Rua Quinze de Novembro, 184 - 9º andar | Centro - São Paulo
Tel.: (11) 3242-0097 - e-mail: brg@brgadvogados.com.br

© copyright 2017 - Todos os direitos reservados